Latoog

Image

LATTOOG, mais do que a fusão entre os nomes dos sócios, o arquiteto Leonardo Lattavo e o designer Pedro Moog, é a proposta de uma experiência inovadora em design e arquitetura, marcada pela pluralidade de duas formações diferentes mas complementares. O que entre 1998 e 2003 era apenas um hobby, um exercício de criatividade que se inseria nas atividades artísticas da dupla, – que incluíam também pintura, escultura e desenho –, torna-se oficialmente, em 2004, sua principal ocupação.

Os produtos Lattoog têm o mérito de aliar o racionalismo das tecnologias de ponta à intuição, poética e subjetividade dos objetos de arte. O resultado: peças funcionais com linhas harmônicas, ora orgânicas e sinuosas, ora geométricas e rascantes. Utilizando elementos valiosos à nossa cultura, como tacos de madeira, azulejos estampados, gradis das casas de subúrbio, e os grafismos dos calçadões de pedra portuguesa, a Lattoog abre caminho em direção à internacionalização do design brasileiro sem perder sua ginga carioca.

Um movimento similar ao conceito de “antropofagia cultural” de Oswald de Andrade, impulsiona os criadores Lattavo e Moog. As influências externas, longe de serem negadas, são “devoradas e transformadas em cultura brasileira e revolucionária”. A série “Viralatas” traz móveis híbridos, união de dois que resultam num terceiro, diferente e único, trazendo mais uma vez a marca brasileira da miscigenação e mistura. A primogênita desta série – a poltrona Pantosh, já é um clássico e materializa essa ideia de hibridismo surgindo a partir da fusão de duas outras peças.

No processo criativo, o desenho a mão é a base principal de quase todos os móveis da empresa, apoiada por experimentações em chão-de-fábrica e uso de diversas tecnologias digitais. Como define Leonardo: “não somos especializados em marcenaria, metalurgia ou estofaria, somos especializados em bom desenho e boas ideias”.

Mostrando todos 6 resultados